Ciências Contábeis РFaculdade Santa Maria da Glória РSMG Ciências Contábeis

Ciências Contábeis

DIURNO

NOTURNO

OBJETIVOS DO CURSO

O curso de Ci√™ncias Cont√°beis da Faculdade SMG tem como objetivo, oferecer educa√ß√£o superior de qualidade, na √°rea de Ci√™ncias Cont√°beis, √† popula√ß√£o de Maring√° e Regi√£o, contribuindo para que o universo deste curso, possa suprir os anseios dos interessados, nas diversas oportunidades que o mercado de atua√ß√£o profissional oferece, e periodicamente venha a se habilitam por meio de processo seletivo, formando profissionais com habilidades e compet√™ncias que o capacitem a cumprir suas responsabilidades, perante os agentes econ√īmicos produtivos e fiscalizadores, desempenhando com √©tica e profici√™ncia as fun√ß√Ķes que lhes s√£o atribu√≠das pela legisla√ß√£o brasileira e padr√Ķes internacionais. O curso de Bacharel em Ci√™ncias Cont√°beis da Faculdade SMG busca formar Contadores com capacidade de desenvolvimento intelectual aut√īnomo e permanente, √©ticos e comprometidos com a constru√ß√£o de uma sociedade mais justa e igualit√°ria, dotando os futuros profissionais de conhecimentos t√©cnicos, human√≠sticos, ambientais e hist√≥rico-sociais necess√°rios ao entendimento, interpreta√ß√£o e interven√ß√£o na realidade nacional e regional, bem como instrumentalizando-os com m√©todos, t√©cnicas e recursos que possibilitem uma atua√ß√£o condigna e competente nas suas fun√ß√Ķes na Ci√™ncia Social aplicada √† Contabilidade.

Com base em seu objetivo geral, delinearam-se como objetivos específicos do curso de Ciências Contábeis da Faculdade SMG, os pontos destacados a seguir:

a) Formar um profissional com habilidades e compet√™ncias que o capacitem a cumprir suas responsabilidades perante os agentes econ√īmicos produtivos e fiscalizadores, no cen√°rio contempor√Ęneo que envolve a atua√ß√£o do profissional cont√°bil, desempenhando com √©tica e profici√™ncia as fun√ß√Ķes que lhe s√£o atribu√≠das pela legisla√ß√£o brasileira e padr√Ķes internacionais da contabilidade;

b) Formar um profissional global e pluralista com formação multidisciplinar e conhecedor das tecnologias pertinentes as práticas contábeis, para o cumprimento de todas as suas normativas, prazos e responsabilidades;

c) Preparar profissionais capacitados a exercer todas as fun√ß√Ķes cl√°ssicas da Contabilidade como orientar, prevenir, planejar, calcular, projetar, organizar, comandar, gerenciar, controlar, entre outras;

d) Formar profissionais criativos, inovadores, líderes, empreendedores e que tenham visão de futuro;

e) Ensejar condi√ß√Ķes para que o futuro contador seja capacitado a compreender as quest√Ķes cient√≠ficas, t√©cnicas, sociais, econ√īmicas e financeiras, em √Ęmbito nacional e internacional e nos diferentes modelos de organiza√ß√£o;

f) Preparar profissionais capazes de contribuir para o desenvolvimento de novos modelos empregáveis à profissão e formar profissionais com sólida formação humanística e consciente do seu papel social, seja para atuar no ensino/pesquisa, gestores, analistas, controllers, auditores, peritos e entre as muitas outras possibilidades que o mercado oferece.

g) Proporcionar conhecimentos que possibilitem ao egresso apresentar pleno dom√≠nio das responsabilidades funcionais envolvendo apura√ß√Ķes, auditorias, per√≠cias, arbitragens, no√ß√Ķes de atividades atuariais e de quantifica√ß√Ķes de informa√ß√Ķes financeiras, patrimoniais e governamentais, com a plena utiliza√ß√£o de inova√ß√Ķes tecnol√≥gicas; Estimular a pr√°tica de an√°lise de modo a permitir que o profissional revele capacidade cr√≠tico-anal√≠tica de avalia√ß√£o quanto √†s implica√ß√Ķes organizacionais com o advento da tecnologia da informa√ß√£o.

Os objetivos do curso estão adequadamente correntes em relação aos aspectos: perfil do egresso, estrutura curricular e do contexto educacional.

PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO

A forma√ß√£o do profissional em Ci√™ncias Cont√°beis est√° pautada pelas Diretrizes Curriculares Nacionais, pelas exig√™ncias do mercado de trabalho, pela sociedade internacionalizada e pelos princ√≠pios norteadores da Ci√™ncia Cont√°bil. Assim, o curso de Ci√™ncias Cont√°beis da Faculdade SMG visa, capacitar o profissional cont√°bil, para que este seja capaz de atuar nas diversas possibilidades oferecidas pelo mercado de trabalho, num cen√°rio socioecon√īmico globalizado, de forma que sejam fomentadores e competentes para gerirem os neg√≥cios empresariais no √Ęmbito das Ci√™ncias Cont√°beis.

As condi√ß√Ķes do mercado brasileiro na atualidade, atrelado ao extenso rol de oportunidades que oferecem ao Bacharel em Ci√™ncias Cont√°beis, apresenta-se tamb√©m altamente exigente, no que diz respeito ao preparo desse profissional, no sentido de atender com rapidez, oportunidade e corre√ß√£o √† demanda de informa√ß√Ķes atualizadas. Tais informa√ß√Ķes, por outro lado, n√£o mais se limitam ao mero produto dos registros cont√°beis, mas requerem vis√Ķes aprofundadas das necessidades que envolvem o processo gerencial, levando assim o profissional da contabilidade a comprometer-se definitivamente com esse processo.

Numa sociedade, com essas caracter√≠sticas o profissional das ci√™ncias cont√°beis n√£o somente ocupa cargos de destaque nas grandes empresas, mas tamb√©m desponta como principal assessor dos pequenos e m√©dios empres√°rios, seja atuando como empreendedor/empres√°rio do ramo cont√°bil ou como empreendedor/empregado da √°rea cont√°bil/financeira das empresas, fornecendo dados e informa√ß√Ķes que os auxiliam na tomada de decis√£o e possibilitem a continuidade de seus neg√≥cios.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES

Exigindo-se desta maneira, um conhecimento não só das especificidades contábeis, mas uma visão geral da organização. Sendo assim o egresso do curso de Ciências Contábeis da Faculdade SMG de Educação, deverá ter as seguintes habilidades/perfil:

a) visão sistêmica em negócios;
b) conhecimento sobre as transforma√ß√Ķes sociais e econ√īmicas atuais;
c) capacidade para analisar o desempenho das organiza√ß√Ķes, detectar problemas e propor solu√ß√Ķes para a tomada de decis√Ķes;
d) conhecimento do mercado das empresas em que atua;
e) capacidade de ter iniciativa, criatividade e reflexão crítica;
f) preparação para utilização da tecnologia informatizada;
g) capacidade de fazer planejamentos;
h) capacidade de liderança e de trabalhos em equipe;
i) consciência da necessidade da utilização constante de outros idiomas;
j) conscientização ética;
k) capacidade de inter-relacionamento;
l) conhecimentos b√°sicos nas diversas especializa√ß√Ķes das ci√™ncias cont√°beis;
m) Capacidade de planejar, executar e controlar o or√ßamento nas diversas organiza√ß√Ķes;
n) Possuir uma visão sistêmica que o habilite a compreender o contexto social onde está inserido;
o) Estar em sintonia com as necessidades do mundo moderno, numa perspectiva de transform√°-lo;
p) Capacidade de ter iniciativa, criatividade e reflexão crítica;
q) Gerenciar recursos voltados ao desenvolvimento e à aplicação de sistemas contábeis;
r) Capacidade de inter-relacionamento, liderança e de trabalhos em equipe;
s) Utilizar as ferramentas tecnológicas no uso de sua função;

Nesse diapasão, serão os graduados em Ciências Contábeis, nos termos do Parecer CNE/CES 289/2003, às seguintes competências e habilidades:

a) Saber utilizar adequadamente a terminologia e a linguagem das Ciências Contábeis e Atuariais;

b) Demonstrar visão sistêmica e interdisciplinar da atividade contábil;

c) Elaborar pareceres e relatórios que contribuam para o desempenho eficiente e eficaz de seus usuários, quaisquer que sejam os modelos organizacionais;

d) Aplicar adequadamente a legisla√ß√£o inerente √†s fun√ß√Ķes cont√°beis;

e) Desenvolver, com motiva√ß√£o e atrav√©s de permanente articula√ß√£o, a lideran√ßa entre equipes multidisciplinares para capta√ß√£o de insumos necess√°rios aos controles t√©cnicos, √† gera√ß√£o e dissemina√ß√£o de informa√ß√Ķes cont√°beis, com reconhecido n√≠vel de precis√£o;

f) Exercer suas responsabilidades com o expressivo dom√≠nio das fun√ß√Ķes cont√°beis, incluindo as atividades atuariais e de qualifica√ß√Ķes de informa√ß√Ķes financeiras, patrimoniais e governamentais, que viabilizem aos agentes econ√īmicos e aos administradores de qualquer segmento produtivo ou institucional o pleno cumprimento de seus encargos quanto ao gerenciamento, aos controles e √† presta√ß√£o de contas de sua gest√£o perante √† sociedade, gerando tamb√©m informa√ß√Ķes para a tomada de decis√£o, organiza√ß√£o de atitudes e constru√ß√£o de valores orientados para a cidadania;

g) Desenvolver, analisar e implantar sistemas de informa√ß√£o cont√°bil e de controle gerencial, revelando capacidade cr√≠tico-anal√≠tica para avaliar as implica√ß√Ķes organizacionais com a tecnologia da informa√ß√£o;

h) Exercer com √©tica e profici√™ncia as atribui√ß√Ķes e prerrogativas que lhe s√£o prescritas atrav√©s da legisla√ß√£o espec√≠fica, revelando dom√≠nios adequados aos diferentes modelos organizacionais.

O egresso estar√° habilitado para atuar nos seguintes campos ou fun√ß√Ķes:

a) Contador de entidades privadas ou p√ļblicas,
b) Controller,
c) Auditoria,
d) Perícia,
e) Arbitragem,
f) Gerente financeiro,
g) Gerente fiscal,
h) Gerente de carteira de desenvolvimento,
i) Analista econ√īmico-financeiro,
j) Atu√°ria,
k) Empreendedor cont√°bil,
l) Analista de custos,
m) Analista cont√°bil,
n) Analista e Auditor fiscal e
o) Analista de tributos.

O profissional egresso estar√° apto para a sua inser√ß√£o no campo do desenvolvimento social, consoante √†s peculiaridades curriculares do Curso, resultando em um Contador apto √†s mudan√ßas. Todas essas habilita√ß√Ķes t√™m que ter em seu escopo e como objetivo final as caracter√≠sticas √©ticas e a evidencia√ß√£o, que leva √† maior transpar√™ncia da informa√ß√£o, atendendo √† fun√ß√£o social e o respeito √† cidadania com o fito de se alcan√ßar ou contribuir para uma sociedade mais justa e igualit√°ria. Portanto, o perfil profissional do curso de Ci√™ncias Cont√°beis expressa de maneira adequada √†s compet√™ncias do egresso.

CAMPOS DE ATUAÇÃO

O profissional com forma√ß√£o t√©cnica e cient√≠fica para atuar na contabilidade das organiza√ß√Ķes, al√©m de desenvolver atividades espec√≠ficas da pr√°tica profissional em conson√Ęncia com as demandas mundiais, nacionais e regionais, deve possuir compet√™ncia para: empreender, analisando criticamente as organiza√ß√Ķes, antecipando e promovendo suas transforma√ß√Ķes, capacidade de atuar em equipes multidisciplinares, capacidade de compreens√£o da necessidade do cont√≠nuo aperfei√ßoamento profissional e do desenvolvimento da autoconfian√ßa.

O mercado de trabalho para o contador √© desafiador e caracteriza-se como um dos mais amplos, uma vez que a informa√ß√£o cont√°bil √© indispens√°vel no processo gest√£o das organiza√ß√Ķes e ao mundo dos neg√≥cios de um modo geral. Mais do que fechar balan√ßos, preencher formul√°rios de Imposto de Renda e executar auditorias e per√≠cias, o contador √© um elo fundamental na cadeia da modernidade. Portanto o bacharel em Ci√™ncias Cont√°beis, formado pela Faculdade SMG, ter√° aptid√£o para atuar nas seguintes √°reas:

a) Na Empresa, atuando no planejamento tribut√°rio, como analista financeiro, contador geral, auditor interno, contador de custos, gerencial;

b) Como profissional Aut√īnomo, podendo atuar como Auditor Independente, Consultor, Empres√°rio Cont√°bil, Mediador e √Ārbitro, Perito Cont√°bil, Investigador de Fraude;

c) Nas atividades de Ensino, como Professor de graduação, pós-graduação, ensino técnico e profissionalizante;

d) √ďrg√£o P√ļblico como Contador P√ļblico, Agente Fiscal de Renda, Tribunal de Contas.

e) Ao Bacharel em Ciências Contábeis cabe exercer: planejamento, controle, tomada de decisão e mensuração patrimonial das entidades jurídicas, com ou sem finalidade lucrativa, governamental, como também de pessoas físicas.

ESTRUTURA CURRICULAR

1¬į Per√≠odo

  • Economia e Cen√°rios Globalizados;
  • √Čtica Profissional;
  • Filosofia;
  • Leitura e Produ√ß√£o de Texto;
  • Psicologia.

2¬ļ Per√≠odo

  • Ci√™ncia Pol√≠tica;
  • Contabilidade B√°sica I;
  • Estudos Antropol√≥gicos e Sociol√≥gicos;
  • Legisla√ß√£o Empresarial;
  • Matem√°tica;
  • Teoria Geral da Administra√ß√£o.

3¬ļ Per√≠odo

  • Contabilidade B√°sica II;
  • Contabilidade de Custos I;
  • Finan√ßas Corporativas;
  • Legisla√ß√£o Social E Trabalhista;
  • Matem√°tica Financeira;
  • Qualidade de Vida, Meio Ambiente e Economia Sustent√°vel.

4¬ļ Per√≠odo

  • Contabilidade de Custos II;
  • Contabilidade Intermedi√°ria I;
  • Educa√ß√£o das Rela√ß√Ķes √Čtnico-Raciais;
  • Estat√≠stica e Indicadores Regionais;
  • Legisla√ß√£o Tribut√°ria;
  • Mercado Financeiro e de Capitais.

5¬ļ Per√≠odo

  • Contabilidade Intermedi√°ria II;
  • Elabora√ß√£o e An√°lise Das Demonstra√ß√Ķes Cont√°beis I;
  • Empreendedorismo;
  • Gest√£o e Finan√ßas P√ļblicas;
  • Laborat√≥rio de Contabilidade;
  • Rotinas e Escrita Fiscal de Tributos I (Estaduais E Municipais).

6¬ļ Per√≠odo

  • Contabilidade Aplicada ao Setor P√ļblico;
  • Contabilidade Avan√ßada;
  • Elabora√ß√£o e An√°lise das Demonstra√ß√Ķes Cont√°beis II;
  • Metodologia Cient√≠fica da Pesquisa;
  • Rotinas e Escrita Fiscal de Tributos II (Federais);
  • Teoria e Normas Cont√°beis.

7¬ļ Per√≠odo

  • Auditoria Cont√°bil;
  • Contabilidade de Entidades Diversas;
  • Contabilidade e Planejamento Tribut√°rio;
  • Contabilidade Internacional;
  • Est√°gio Supervisionado I;
  • Per√≠cia e Arbitragem Cont√°bil.

8¬ļ Per√≠odo

  • Contabilidade Gerencial;
  • Controladoria;
  • Est√°gio Supervisionado II;
  • Jogos de Empresas;
  • T√≥picos Especiais Em Contabilidade.

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

As atividades complementares t√™m por finalidade propiciar ao aluno a oportunidade de realizar, em prolongamento ao curr√≠culo pleno, uma trajet√≥ria aut√īnoma e particular, com conte√ļdos extracurriculares que lhe permitam enriquecer o conhecimento propiciado pelo curso.

Estas caracterizam-se como pr√°ticas acad√™micas apresentadas sob m√ļltiplos formatos, tendo em vista essencialmente complementar e sintonizar o curr√≠culo pedag√≥gico proposto, ampliar os horizontes do conhecimento e sua aplica√ß√£o e pr√°tica para al√©m da sala de aula, favorecer o relacionamento entre grupos e a conviv√™ncia com as diferen√ßas sociais, favorecer a tomada de iniciativa dos alunos, dentre v√°rias possibilidades.

O aluno do curso de graduação em Ciências Contábeis deverá cumprir obrigatoriamente no mínimo 360 horas de atividades complementares que fazem parte do currículo do curso.

As atividades complementares oferecidas pela Instituição são orientadas pela Coordenação dos Cursos e Estabelecidas no Calendário Acadêmico no Início de cada semestre letivo.

Os alunos podem desenvolver atividades complementares a partir do 1¬ļ ano de matr√≠cula no curso e realiz√°-las a qualquer momento, inclusive durante as f√©rias escolares, desde que respeitados os procedimentos estabelecidos pela Institui√ß√£o.

As Atividades Complementares devem ser desenvolvidas em três níveis:

– Instrumento de integra√ß√£o e conhecimento do aluno da realidade social, cultural, art√≠stica, econ√īmica e do trabalho de sua √°rea/curso;
РInstrumento de iniciação à pesquisa;
РInstrumento de iniciação profissional;

O controle do cumprimento dos créditos referentes às atividades complementares e a avaliação de documentos exigidos para validação da atividade são responsabilidade do coordenador do curso.

Realizada a atividade, o aluno deve submeter os comprovantes ao coordenador do curso, que os apreciará, podendo recusar a atividade se considerar insatisfatória a documentação ou o desempenho do aluno. Uma vez aceita a atividade acadêmico-científico-cultural, realizada pelo aluno, cabe ao coordenador do curso atribuir a carga horária correspondente.

A carga horária atribuída pelo coordenador do curso a cada uma das atividades obedecerá a uma escala variável até o limite daquela solicitada para análise, atendendo a critérios de desempenho e qualidade estabelecido (tabela in loco).

O não cumprimento da carga horária prevista para as atividades complementares constará no histórico escolar do aluno. As Atividades Complementares se trata de atividade obrigatória e deverá ser realizada durante o transcorrer do curso.

O acadêmico somente poderá colar grau com a conclusão da carga horária total constante na respectiva grade curricular.

Alguns dos Projetos desenvolvidos pela IES:

PROJETOS DE PESQUISA E EXTENSÃO

Os Projetos de Extens√£o s√£o conjuntos de a√ß√Ķes processuais e cont√≠nuas de car√°ter educativo, social, desportivo, cultural, cient√≠fico ou tecnol√≥gico, com objetivo definido e prazo determinado.

Mostra de Profiss√Ķes

Palestras Itinerantes nas Escolas Municipais e Estaduais

Semana Interdisciplinar da Faculdade SMG

Minicursos:

Escrita fiscal
Departamento de Pessoal
Planilhas Eletr√īnicas para Contadores
Simulado para Exame de Suficiência
Uso da HP 12c

Nivelamentos:

Português e Matemática
Contabilidade B√°sica
Entre Outros

Projeto de Iniciação Científica:

Encontro de Iniciação Cientifica da Faculdade SMG

Ciclo de Pesquisas em Ciências Contábeis da Faculdade SMG

Mostra de Resumos Estendidos

PROJETOS DE ENSINO

O projeto de ensino √© um processo de desenvolvimento educacional. Tem por finalidade promover o desenvolvimento intelectual do aluno, com atividades supervisionadas que promovam o aprofundamento de estudos em t√≥picos espec√≠ficos do conte√ļdo program√°tico de disciplinas. O Projeto de Ensino caracteriza-se pelo desenvolvimento de atividades extra sala de aula, com orienta√ß√£o de um ou mais professores respons√°veis.

Destina-se exclusivamente à comunidade interna (docentes, discentes, técnicos e/ou funcionários).

Oratória

Elabora√ß√£o e Orienta√ß√Ķes sobre a Declara√ß√£o Anual do Imposto de Renda

Técnicas de elaboração de Curriculum e Técnicas de Entrevista para o primeiro emprego

Projeto Integrador

Monitorias

EST√ĀGIO SUPERVISIONADO OBRIGAT√ďRIO DESENVOLVIDO NO ESCRIT√ďRIO MODELO COM A UTILIZA√á√ÉO DE SISTEMA ERP (DOM√ćNIO)

Est√°gio Supervisionado I do Curso de Ci√™ncias Cont√°beis s√£o atividades em que se aplicam os conceitos te√≥ricos adquiridos ao longo do curso, em que o aluno constitui uma empresa (fict√≠cia), com acompanhamento de um Professor Orientador, de acordo com o Regulamento do Est√°gio Supervisionado do Curso de Ci√™ncias Cont√°beis. Ensino te√≥rico-pr√°tico, com a utiliza√ß√£o do ERP – Dom√≠nio Sistemas, registrando os fatos de abertura de uma empresa fict√≠cia com todas as opera√ß√Ķes (Integraliza√ß√£o de Capital, Compras, Comercializa√ß√£o, Controle de Estoques, Apura√ß√£o e Gera√ß√£o das Obriga√ß√Ķes, Registro de Funcion√°rios, Elabora√ß√£o de Folha de Pagamento e Encargos) no Escrit√≥rio Modelo e Laborat√≥rio de Inform√°tica.

O Est√°gio Supervisionado II, √© a Continua√ß√£o e conclus√£o das atividades iniciadas no Est√°gio Supervisionado I. Elabora√ß√£o e entrega do relat√≥rio das atividades de est√°gio, conforme Regulamento do Est√°gio Supervisionado do Curso de Ci√™ncias Cont√°beis. A Orienta√ß√£o supervisionada das pr√°xis profissionais, permitem a avalia√ß√£o do projeto de trabalho a ser realizado pelo aluno de acordo com o Regulamento de Est√°gio Curricular Supervisionado, com orienta√ß√£o do docente respons√°vel pelo Projeto. Objetiva propiciar a complementa√ß√£o do ensino e da aprendizagem. Atividades realizadas em Laborat√≥rio de Inform√°tica e Escrit√≥rio Modelo, com a utiliza√ß√£o do ERP ‚Äď Dom√≠nio Sistema, em que o aluno realiza as opera√ß√Ķes mais avan√ßadas da Contabilidade, tais como fechamento de Balan√ßo e Elabora√ß√£o dos Demonstrativos Cont√°beis Obrigat√≥rios, nesta oportunidade o aluno realiza an√°lises comparativas quanto ao regime tribut√°rio adotado (LR) e os demais permitidos pela legisla√ß√£o brasileira.

EMPREGABILIDADE

Possuímos convênio com empresas e Centro de Integração Empresa-Escola, mantemos um acompanhamento contínuo e conjunto entre coordenação e professores dos acadêmicos e egressos, incentivando e conduzindo-os ao mercado de trabalho.

DIFERENCIAIS COMPETITIVOS

O processo pedag√≥gico do curso, deve garantir que o graduando, demonstre ao final do curso, um perfil que envolva a internaliza√ß√£o de valores de responsabilidade social, a justi√ßa e √©tica profissional, a forma√ß√£o human√≠stica e vis√£o global que o habilite a compreender o meio social, pol√≠tico, econ√īmico e cultural onde est√° inserido e a tomar decis√Ķes em um mundo diversificado e interdependente.

O aluno que opta pela Faculdade SMG para sua formação tem a possibilidade, desde os primeiros períodos dos cursos, de uma complementação de seu aprendizado, por meio de eventos oferecidos pela IES, iniciação à pesquisa por meio do Projeto Integrador, palestras, estágios, monitorias, visitas técnicas, seminários, cursos de extensão, entre outras.

A estrutura curricular permite integra√ß√£o e inter-rela√ß√£o de conte√ļdos abordados nas disciplinas b√°sicas e profissionalizantes, possibilitando a consolida√ß√£o dos conhecimentos e progressiva autonomia intelectual do acad√™mico, bem como o desenvolvimento das habilidades e compet√™ncias exigidas para o exerc√≠cio da profiss√£o Cont√°bil.

Todos os professores são altamente qualificados, no entanto os professores que atuam nas disciplinas específicas da contabilidade passam por rigorosa análise curricular e precisam ser atuantes no mercado de trabalho, focados na educação continuada exigida pela profissão, possibilitando à adoção de ferramentas pedagógicas atualizadas e a aproximação do acadêmico a realidade da profissão.

As disciplinas de Perícia, Auditoria, Controladoria, Jogos de Empresas, entre outras são aulas teórico-práticas, ministradas com recursos tecnológicos e softwares de ponta, nos Laboratórios de Informática e Escritório Modelo, permitindo a aproximação do acadêmico ao cenário contábil, mesmo que em ambiente acadêmico.

Notícias