Maringá entra em epidemia de Dengue e professora da SMG esclarece dúvidas

Autor(a):

Para qualquer pessoa que esteve em Maringá e  região nas últimas semanas, o assunto dengue acende um alerta, pois  a cidade já atingiu o estado de epidemia. Segundo dados divulgados no Portal GMC Online nesta quarta-feira (19), são 1.554 casos confirmados, 2 mortes e mais 348 casos em análise.

A transmissão da dengue acontece durante a picada de um mosquito Aedes Aegypti infectado com o vírus. E nós já sabemos que a principal forma de combater a doença é evitar o acúmulo de água parada em vasos de plantas, pneus, garrafas e até dentro de casa, no reservatório da geladeira ou no banheiro.

A grave situação epidêmica nos levou a procurar a professora da SMG, Giovana Natiele M. Esquissato, doutora em Ciências Biológicas, para esclarecer outros pontos de grande relevância na prevenção contra o mosquito. Confira:

1. Os mosquitos picam apenas durante o dia?

Segundo a professora, os horários de maior risco para sofrer uma picada do mosquito  são nas primeiras horas da manhã e nas últimas horas da tarde, por isso vale a pena abusar dos repelentes, ok?!

2. Os mosquitos podem chegar aos andares altos dos prédios?

Giovana frisa que os mosquitos podem sim chegar aos andares mais altos, seja por meio  de correntes de ar, ou “pegando uma carona” nos elevadores e escadas. Os mosquitos não costumam voar tão alto, o que diminui a incidência dos insetos em prédios, mas isso não significa que quem mora lá em cima está a salvo.

3. Água sanitária é eficaz no combate à dengue?

Sim, a Água sanitária ajuda no combate ao mosquito e deve ser usada de duas a três vezes, em ralos, locais com água parada e até no reservatório de água que fica atrás da geladeira.

4. O veneno do fumacê funciona?

O fumacê não estava funcionando, conta a professora, mas houve uma mudança na fórmula, então o veneno passará a ser eficaz a partir de agora.

5. Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa?

Sim! O vírus tem um período de incubação de 5 a 6 dias, explica Giovana. Os sintomas podem começar a aparecer a partir do terceiro dia e, sim, é preciso estar atento aos sinais, porque as pessoas podem apresentar sintomas variados, de acordo com seus respectivos sistemas imunológicos.

6. A pessoa que pega dengue pela segunda vez corre mais riscos?

Sim, a professora salienta que a dengue é uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti e possui 4 tipos de vírus diferentes. O que acontece é que, quando a pessoa contrai a doença, ela se torna imune ao vírus que ela contraiu, mas não aos outros 3.  Nesse caso, se ela pega um dos outros vírus, o sistema imune reage de forma acentuada,  o que pode levar a uma dengue hemorrágica, exigindo cuidados especiais. Mas isso não é uma regra, ressalta Giovana.

Apesar do quadro preocupante, o melhor caminho para a prevenção continua sendo evitar o acúmulo de água parada. Se cada um fizer a sua parte, nós vencemos a luta contra o mosquito!

Gostou das informações trazidas pela professora Giovana? Se interessa pela área da saúde? Conheça nossos cursos da área.

 

 

#insta
This error message is only visible to WordPress admins

Error: The account for faculdadesmg needs to be reconnected.
Due to recent Instagram platform changes this Instagram account needs to be reconnected in order to continue updating. Reconnect on plugin Settings page

Error: admin-ajax.php test was not successful. Some features may not be available.

Please visit this page to troubleshoot.

#facebook
Faculdades SMG © 2019​
WhatsApp chat